Uma escola que vivencia valores

O papel da escola tem ganhado cada vez mais relevância, especialmente quando tratamos de crianças em situação de extrema vulnerabilidade social. É na escola que eles vão interagir, receber cuidado e, principalmente, vivenciar valores. Para a diretora da Escola Estadual de Ensino Fundamental Matias de Albuquerque, de Porto Alegre (RS), a instituição é muito potente quando oferece um olhar diferenciado.

Um dos grandes diferenciais apontados pela diretora está na educação ambiental que, para ela, não pode ser apenas uma disciplina dissociada do dia a dia da escola. “Educação ambiental é o que comemos, são as embalagens, os resíduos – tudo!” Mais do que informações teóricas, aposta na mudança de hábitos e na reflexão sobre as atitudes mais simples. Uma prática que a acompanha é realização de hortas, as quais propiciam, no contato com a terra e com o cuidado com as plantas a disseminação de muitos valores. “Quem cuida de uma planta, cuida do outro”, celebra Cláudia.

O cuidado e o respeito são valores caros para a Matias de Albuquerque. Para desenvolver a concentração, o foco e o conhecimento de si mesmo, as crianças praticam meditação regularmente. Olhar para dentro também é cuidar de si e, como disse a diretora, quem cuida de si, cuida da planta, cuida do outro e cuida da sua escola.
Se você gostou das ideias da Cláudia, assista a conversa completa aqui:

A escola como o melhor lugar do mundo

Pensar a escola como um ambiente acolhedor e como um exemplo de um mundo melhor é uma realidade para a professora e diretora Elizângela Mendonça. Para ela, estar em meio à natureza oferece oportunidades de trabalhar o pertencimento, o respeito e formar cidadãos que cuidem de seus territórios.

Localizada em uma área de preservação ambiental, em Rio Brando (AC), em função de ocupações e do crescimento da cidade, a escola viu, cada vez mais, a violência presente na realidade de seus alunos. Por isso, o esforço não só de acolher e valorizar o local, mas de oferecer um ambiente diferente – uma escola viva e em que todos queiram estar.

Além do cuidado com o meio ambiente, a diretora preocupa-se em desenvolver estratégias para vivenciar práticas antirracistas, já que, assim como a valorização do ambiente onde estão inseridos, é importante que os alunos se sintam pertencentes e reconhecidos por toda a comunidade escolar. “É na escola que eles podem encontrar uma visão de mundo melhor.”

Para isso, Elizângela entende que todos os profissionais da escola precisam estar imbuídos do mesmo propósito e que todos educam – o porteiro, a merendeira, a moça da limpeza, os professores e a diretora. Para alinhar esses valores, ela acredita que o caminho é sempre fazer o melhor possível. “É a nossa prática que vai fazer a mudança, a nossa vontade de fazer”, acredita a diretora.

Confira a entrevista completa com Elizângela Mendonça aqui:

Uma professora semeadora de mudança

A vontade de mudar o mundo sempre esteve presente na vida da professora de Lages (SC), Conceição Aparecida de Jesus da Silva. Desde muito pequena esse era o seu sonho – ela sabia que a escola era o lugar certo para semear a mudança.

Uma das atividades que desenvolve sempre com seus alunos é motivá-los a olhar o entorno, a sua comunidade. Para ela, há muito conhecimento nas experiências das famílias e dos vizinhos, que precisam ser apropriadas pelas crianças. “Muitas vezes, eles não conhecem as histórias de suas famílias”, revela a professora. Com essa atividade, há um resgate dos saberes e é estimulado o senso de pertencimento, que, segundo Conceição, são fundamentais para favorecer o protagonismo. “Eles mesmos podem buscar soluções para o lixo nas ruas”, exemplifica.

Essa atividade, aparentemente tão simples, traz também outros resultados e desdobramentos. Conceição conta que a partir do resgate das histórias familiares, as crianças sentiram-se motivadas a escrever um livro. Segundo ela, muitos não tinham a prática da escrita e perceberam a importância deles e de suas histórias.

Se você gostou desse relato tão encantador e potente, confira a entrevista completa.