16.05.2022
Valores

Amor e empatia na Educação

Ser professor está longe de ser uma atividade simples. É complexa e desafiadora, pois a cada nova turma, novas situações se apresentam. O professor está sempre em formação.

Para a professora de Conceição do Jacuípe (BA), Nilma de Jesus Barros, esse processo não cessa na graduação ou no mestrado, segue no dia a dia da escola. Os educadores aprendem com cada aluno e com cada colega.

Professora de ensino fundamental e coordenadora em várias escolas, Nilma justifica a sua jornada extensa pelo envolvimento. “Perguntam-me como eu aguento, mas não é aguentar, é se envolver, colocar amor, empatia e sentimentos. Quando colocamos sentimentos, damos leveza a nossa prática”, ressalta, revelando convicção em sua atuação.

A professora baiana acredita, também, que as questões socioemocionais estão sendo especialmente importantes no retorno das crianças após o período de distanciamento social. Para ela, o acolhimento tem sido o mais importante no retorno à escola, e a escuta feita com as crianças, a principal ferramenta.

Na conversa com Nilma, mais sobre o retorno às aulas e os desafios dos professore brasileiros. Acompanhe aqui.

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS: