28.05.2019

Experiências compartilhadas e alegria: resultado para ser comemorado na primeira edição do MM 2019

A primeira temporada do Projeto MudaMundo de 2019, realizada em três estados do Nordeste, foi cheia de emoção. Crianças das cidades de Barreiras e Formosa do Rio Preto, na Bahia, Tasso Fragoso, no Maranhão, e Santa Filomena, no Piauí, tiveram a oportunidade de conhecer João e seus amigos e curtir suas histórias para ajudar a mudar o mundo. Os professores dessas cidades, além de se sentirem valorizados com a oportunidade de participar do projeto, receberam com alegria as sugestões de atividades para trabalhar o protagonismo de seus alunos em sala de aula.

“Precisamos de mais projetos lindos como o MudaMundo, para que possamos melhorar e nos lembrar do quanto contribuímos como professores”, ressaltou Natalia Maria Rios, da Secretaria Municipal de Educação de Tasso Fragoso (MA). Na cidade, 69 professores da rede pública municipal participaram da oficina de sensibilização, 672 crianças assistiram ao Teatro MudaMundo e 327, entre alunos e educadores, participaram da roda de conversa, que promoveu uma reflexão sobre a transposição da literatura para o teatro e as várias linguagens teatrais e recursos cênicos utilizados no espetáculo. Uma participação expressiva considerando que o município tem pouco mais de 8.400 habitantes.

O estado do Piauí recebeu pela primeira vez o projeto, contemplando a cidade de Santa Filomena. Lá, 59 professores estiveram presentes nas atividades da oficina e 300 crianças curtiram a apresentação do Grupo Real Fantasia com os personagens do MudaMundo. Janaina Dias P. Silva, da Escola Municipal Primavera, aprovou a reflexão promovida no encontro. “Gostei muito de participar da oficina e de ouvir os relatos dos professores. Foi uma dinâmica reflexiva que contribuirá para transformar a forma de trabalhar de muitos professores”, destacou. Da mesma escola, o colega Cácio Carvalho achou a inciativa do MudaMundo ótima, principalmente pelo fato de mostrar que mesmo as pequenas ações representam muito: “precisamos ser lembrados da importância de resgatarmos valores e de que atitudes simples podem mudar muita coisa.”

Na Bahia, as oficinas de sensibilização registraram a participação de 173 professores em Barreiras e 126 em Formosa do Rio Preto. A roda de conversa em Formosa atraiu 400 participantes, e cerca de 1300 crianças assistiram à peça teatral do projeto. Em Barreiras, outras 1000 crianças assistiram ao teatro, e 200 pessoas participaram na roda de conversa.

A professora Rosângela Freire, da Escola Municipal Benedito Araújo, de Formosa, queria mais momentos de compartilhamento como o que foi promovido pelo projeto. “Amo ser professora e, a cada oportunidade de aprendizagem, busco transformar minha sala de aula, o meu aluno”, afirmou. Da Escola Municipal Eliezer Rabello Santiago, no mesmo município, a professora Francisca Souza se identificou com a proposta. “Procuro fazer o melhor no meu dia a dia, respeitando o próximo e o meio ambiente. Acredito que com pequenas ações podemos fazer a diferença.”

Em Barreiras, a professora Ravenia Michele, da Escola Municipal Anjo Querubim, renovou sua crença na profissão. “Foi muito bom fazer uma reflexão sobre o meu papel enquanto professora. Muitas vezes, não temos ideia do quão grandiosa é a nossa profissão.”

O patrocínio da SLC Agrícola garantiu a doação de 10.800 livros infantis, com as histórias do João, e 800 cadernos do professor, com sugestões de atividades, para as escolas da rede pública municipal de ensino das quatro cidades por onde o projeto MudaMundo passou em maio. O projeto MudaMundo é uma realização do Ministério da Cidadania, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, com o apoio das Secretarias Municipais de Educação.

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS: