28.03.2022
Comportamento

O que move um professor?

O que faz com que o professor não queira sair da sala de aula? Muitas vezes, em função da desvalorização da profissão, muitos ensaiam outras atividades, mas, em pouco tempo, voltam à escola. Para a professora de Santo Ângelo (RS) Maria Angélica de Brum da Silva, a responsabilidade dos educadores e a consciência da importância que têm na formação das crianças são mobilizadoras de uma energia que alimenta estar em sala de aula.

Ela lembra que todos nós, independentemente de sermos professores, temos educadores como referência na nossa trajetória, e isso é o grande valor da atividade. Por isso, reforça a importância do estudo e do aperfeiçoamento constantes – necessários para o bom desempenho da profissão. “Não posso ficar apenas no dom, na vontade de fazer – tenho que sempre buscar condições para melhorar”, afirma convicta a professora.

Outro fator que nutre a permanência do professor em sala de aula são as crianças. “Quando estou envolvida com um projeto, envolvida com as crianças, isso me motiva, me enche de vida”, afirma com brilho no olhar.

Se você também ama a sala de aula, confira a conversa completa com a Maria Angélica, aqui:

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS: